PERFIL DE COMPETÊNCIA DO ESPECIALISTA

O perfil de competência elaborado para esse curso decorre de um conjunto de capacidades necessárias para o trabalho da gestão em serviços hospitalares. A construção do perfil de competências é resultado de um processo investigativo da atuação dos coordenadores, professores conteudistas e responsáveis pelo processo de avaliação do ensino-aprendizagem. Nesse sentido, a combinação de capacidades requeridas em três grandes áreas, Gestão Organizacional, Gestão da Atenção à Saúde e Gestão para a construção do conhecimento produziram resultados esperados, que foi traduzido em desempenho refletindo a proposta de qualificação da prática do profissional.

PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

O curso organiza a formação de alunos em prol de competências e habilidades interdisciplinares e interprofissional que sejam desenvolvidas de modo processual, no decorrer dos módulos, disciplinas e seus conteúdos programáticos. Conforme são apresentados os módulos propõe-se um conhecimento integrado ao outro, em análises teórico-práticas das diferentes perspectivas de atuação do gestor na área da saúde.

AULAS

Material de apoio elaborado pelos professores conteudistas com expertise na temática.

Aulas expositivas e dialogadas síncronas, em ambiente virtual, acompanhada por mediadores, o coordenador e/ou vice coordenador.

Talk show com representantes de diferentes instituições hospitalares, no intuito de apresentarem as estratégias institucionais sobre o tema abordado.

ORGANIZAÇÃO DOS ENCONTROS

Aulas síncronas ao vivo – Segunda-feira das 18h45 às 22h45, horário de Mato Grosso

– Quarta-feira das 18h45 às 22h45, horário de Mato Grosso

Visita Técnica No decorrer do curso, oferecidas nos períodos: matutino, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e/ou vespertino, das 13h às 17h.
Presencial Encontros presenciais acontecerão em Cuiabá e seguirá o cronograma do curso.

– 1º Encontro – ao final do Módulo II

– 2º Encontro – ao final do Módulo III

– 3 º Encontro – ao final do Módulo IV

– 4 º Encontro – ao final do Módulo V

Trabalho de Conclusão de Curso – Oficinas de Projeto – em momentos síncronos e assíncronos.

– Reuniões síncronas com o docente orientador.

– Apresentação presencial do TCC.

OFICINAS DE GESTÃO

No encerramento de cada ciclo, um conjunto de conhecimento que oportuniza reflexão para a prática os especializandos, ocorrerá o momento de visitas técnicas e os encontros presenciais. Os especializandos farão visitas técnicas em instituições hospitalares com destaque no segmento de prestação de serviços de saúde que possibilitem a associação do aprendizado, guiados por um roteiro observacional. Após, um encontro de atividade presencial será realizado para análise de estudos dirigidos, debate em plenária que prevê a utilização, quando oportuno, da simulação realística e fechamento da avaliação das disciplinas e atividade e fixação de conteúdo.

Durante o curso prevê-se 4 (quatro) atividades de visitas técnicas associada às disciplinas. Justifica-se a proposta justamente por permitir a correlação às fundamentações teóricas, oportunizando o desenvolvimento das competências profissionais para a gestão de serviços hospitalares. Um aspecto que colabora para o aluno durante as visitas técnicas são que os achados serão discutidos em encontros presenciais utilizando-se de metodologias problematizadoras e plenárias para debate com expertise no assunto. Trata-se também de um ambiente que potencializa o aluno a desenvolver o seu TCC.

Observação: As visitas técnicas aconteceram no decorrer do curso, oferecidas nos períodos: matutino, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e/ou vespertino, das 13h às 17h, em áreas escolhidas pelos alunos para acompanharem os processos de gestão e conduzirem a pesquisa do TCC. Os alunos serão divididos em pequenos grupos de no máximo dez alunos. Os encontros presenciais acontecerão em Cuiabá e seguirá o cronograma do curso.

PROCESSOS DE AVALIAÇÃO

Avaliação de desempenho do especializando

O processo de avaliação do curso seguirá as práticas pedagógicas apoiadas no processo de ensino-aprendizagem, aprendizagem autodirigida e aprendizagem baseada em problemas. Assim, as avaliações buscam construir cotidianamente a avaliação por competências e objetivos de aprendizagem, em que o aluno estará constantemente em processo avaliativo, sendo oportunizado diversas chances de demonstrar a construção do conhecimento e/ou habilidades exigidas.

Em momentos de avaliações tradicionais, serão privilegiadas as avaliações subjetivas e dissertativas, tendo como escopo central a percepção do aluno para a capacidade e habilidade de encontrar soluções para os problemas propostos. Por isso, privilegiará na avaliação a capacidade do aluno, fazendo uso de bases teóricas-metodológicas, argumentar e propor soluções mediadoras e criativas, e não meramente repetir conceitos por meio de exercícios que se cerquem da aprendizagem baseada em problemas.

Será considerado aprovado no curso o especializando que obtiver:

– Frequência mínima de 75% nas atividades a distância e presenciais;
– Desempenho acima de 7,0 nas atividades a distância e presenciais;
– Cumprimento das atividades de avaliação;
– Desempenho acima de 7,0 no Trabalho de Conclusão de Curso;